KLINGER News

Estanqueidade total na indústria, pelo futuro de nossos filhos e netos.

A preocupação com o meio ambiente não pode ser limitada ao aspecto econômico, pois as gerações futuras precisarão dos recursos desperdiçados hoje

Muito se discute a respeito do futuro do nosso planeta, especialistas de todo o mundo passaram a buscar alternativas que possam reverter o aquecimento global e suas terríveis consequências para o clima do mundo.

Para reduzir o volume de gases de efeito estufa lançados na atmosfera, precisamos mais do que nunca estimular a busca da eficiência energética. No ambiente industrial, onde o desperdício de energia ainda atinge volumes significativos, certamente todos nós podemos contribuir muito.

Algumas empresas acreditam que o custo do desperdício de energia em seus processos é irrelevante, mas não consideram o quanto isso realmente afeta sua competitividade, direta e indiretamente, na medida que reduz sua eficiência energética.

A eficiência energética pode ser obtida por meio da eliminação das paralisações dos processos produtivos, por meio da não-emissão de energia em forma indireta ao meio ambiente (perdas de vapor, líquidos e matérias-primas), por meio da manutenção de um fluxo regular de produção, sem interrupções, além da escolha de produtos fabricados para durar.

Todo sistema produtivo possui uma curva de performance que só atinge o ponto ideal mediante determinado ritmo de fabricação. É este ritmo que garante a qualidade do produto, e sempre que ele é quebrado há perda de matéria-prima energia.

Quando a produção é interrompida para manutenções de rotina, o consome de energia não essa, pois na maioria das vezes não é possível simplesmente desligar o sistema de iluminação, a caldeira, o sistema de ar comprimido e outros que devem operar de forma contínua na indústria. Tudo isso é perda de energia, o que nos leva a uma equação direta: menor manutenção = maior eficiência energética.

Ao investir em equipamentos e sistemas mais eficazes e duráveis, estearemos poupando recursos valiosos na forma de energia, matérias-primas e insumos, que hoje até parecem infindos – mas não são.

A parte mais importante é o futuro dos nossos filhos e netos. A preocupação com o meio ambiente não pode estar limitada ao aspecto econômico, pois as gerações futuras vão precisar dos mesmos elementos que hoje estamos desperdiçando.

Caminhos para ampliar a eficiência energética na indústria:

  • Reduzir desperdícios;
  • Reaproveitar insumos e matérias-primas;
  • Reduzir intervenções para manutenção;
  • Estimular o fluxo regular de produção, sem interrupções.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment